Facebook Twitter Imprimir

ARQUIVO DE NOTÍCIAS


21/08/2019 - Alunos da Saúde e Serviço Social têm bolsas para atuar no SUS

Trabalhar na rede de atenção à saúde de Blumenau, nas unidades que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é a oportunidade que o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET- Saúde/Interprofissionalidade oferece aos estudantes da área. Na FURB podem se candidatar ao programa estudantes dos cursos de Medicina, Odontologia, Ciências Farmacêuticas, Fisioterapia, Psicologia, Enfermagem, Biomedicina, Educação Física, Nutrição, Medicina Veterinária e também Serviço Social.

 

O PET Saúde é um projeto conjunto do Ministério da Educação e Ministério da Saúde que acontece em Blumenau por meio de uma parceria da FURB com a Prefeitura. Tem o objetivo de contribuir para a reorientação da formação de forma simultânea com a atenção na área da saúde, tendo o SUS como cenário de práticas de atividades de extensão, pesquisa e cuidado.  “Para os estudantes da área da saúde é a oportunidade de atuar no SUS por meio da extensão universitária, em contato com os processos de trabalho, tendo a oportunidade de desenvolver pesquisa e melhorar a sua formação em contato direto com a comunidade”, destaca o vice-reitor, João Gurgel da Silveira, professor do curso de Odontologia.

 

Para se candidatar às bolsas, os estudantes devem preencher o formulário que consta no edital de seleção do projeto (Edital 14/2019 PET Saúde, Programa de Educação pelo Trabalho da Saúde) disponível em www.furb.br/extensao e entregar no câmpus 3, sala A 304 até esta sexta-feira, 23 de agosto.

 

“Com a entrega do formulário e depois de classificado de acordo com a pontuação prevista no edital, o estudante passa a estar apto e pode ser chamado como bolsista do PET Saúde assim que houver uma vaga”, explica o vice-reitor.

 

Entre os requisitos para quem pretende aproveitar a oportunidade estão não receber outra modalidade de bolsa que demande dedicação em horas/atividades de pesquisa, extensão, trabalho ou monitoria e dispor de no mínimo 12 horas semanais para dedicação ao projeto. As bolsas são custeadas pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGETES) e Ministério da Saúde.

Publicação: 21/08/2019 - 12h42 - Central Multimídia de Conteúdo/Jornalismo | Foto(s): CMC


Painel