Facebook Twitter Imprimir

NOTÍCIAS


06/05 - Doutorandos debatem gestão de mulheres reitoras de SC


Das 16 instituições de ensino superior ligadas ao sistema da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), cinco contam com mulheres reitoras. Três delas estiveram nesta segunda-feira, 6 de maio, no auditório da biblioteca da Universidade Regional de Blumenau para debater Perspectivas e Desafios do ensino superior com os doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis e Administração, no evento III Panorama Catarinense da Gestão Universitária, com o foco na presença feminina no comando.
 
A primeira reitora a compartilhar sua experiência foi Solange Salete Sprandel da Silva, da Fundação Universidade do Contestado, situada no município de Concórdia. Solicitada a falar sobre os desafios na carreira, lembrou-se do momento em que tomou a decisão de participar da eleição, em 2014 (ela foi reeleita em 2018) e explicou seu caminho: foco no profissional e apoio familiar. Com três filhos, Solange comentou sobre a responsabilidade de trabalhar com gestão de pessoas, além das questões administrativas. Mencionou que os enfrentamentos com resultados bons e ruins são diários.
 
Solange Sprandel foi secretária municipal de Educação em mais de uma gestão e membro do Conselho Estadual de Educação durante 12 anos. Também foi reitora do Centro Universitário de São José, na Grande Florianópolis, uma instituição pública, em que não havia a preocupação com a questão de arrecadação de mensalidades, diferente da atual que dirige. Além do campo da Educação, formou-se em Direito e ingressou como professora universitária nesta área. Como candidata a vereadora e no exercício do mandato confirma que sentiu resistência por ser mulher. O primeiro preconceito ouviu nas falas de que não ia dar conta, que “só veio para tirar foto”. Pondera que o desafio de ser mulher acontece em alguns locais, não em todos. Recomendou que as mulheres se colocassem à disposição de assumir cargos para romper barreiras da resistência, pois, “no século XXI, isto é real”. Enumerou que dos dez cargos comissionados da UnC, seis são ocupados por mulheres.
 
Reitora do Centro Universitário de Brusque, Rosemari Glatz explicou que para chegar à reitoria foi necessário mostrar serviço, ser reconhecida pela comunidade regional, em trabalho de longo prazo, “não foi de um dia para o outro”. Presidiu a associação de professores e funcionários da entidade durante quase dez anos. Planejou a chegada no posto só depois de sua aposentadoria na Receita Federal, um universo majoritariamente masculino em que atuava em Blumenau. Mas observa que para a realização profissional muitas vezes tem que se esquecer do sexo: “se  pensar nas fraquezas que a sociedade impõe, a gente não faz o que tem que ser feito”.
 
Mãe de cinco filhos, Glatz entende que está mais na mulher o sentido de se empoderar. É possível, sim, “mas tem que ter coragem de assumir riscos e se preparar para isso”. Estrutura psicológica é fundamental, “pois não é caminho fácil, mas tem que dar o primeiro passo”.  A reitora da Unifebe acentua que a instituição localiza-se em região muito rica, mas nem todos os moradores o são. Lembrou-se de alunos que se deslocam a pé para economizar ônibus e que  às vezes não se alimentam para poder pagar mensalidade. “Temos que ter muita responsabilidade”, afirmou, defendendo proposta de gestão voltada para vocação regional. Sobre os entraves por ser mulher, trouxe vivências desde quando namorava, em que  ouviu que por isso já não precisava nem estudar. Preferiu seguir a tradição matriarcal da família. Técnica em Contabilidade, estudou Administração, pós graduou-se em Auditoria Contábil e titulou-se Mestre em Administração pela FURB. Natural de Taió, é professora na área de Administração Financeira e Orçamento, tendo atuado durante 38 anos no setor público.
 
Primeira reitora da FURB em 55 anos de história, Marcia Sardá Espindola começou sua trajetória na instituição quando deixou sua cidade natal, Otacílio Costa, aos 15 anos, para estudar na Escola Técnica do Vale do Itajaí, seguindo os passos do irmão que já estava em Blumenau como universitário. Mencionou o exemplo da mãe, primeira professora do município de Otacílio, que sempre estimulou o estudo na família. Marcia Sardá foi contratada aos 17 anos para exercer a função de programadora de informática. Depois de dois anos de Ciências da Computação, abraçou o sonho da Arquitetura, tendo aberto escritório para atuar na área. Realizou Mestrado em Construção Civil na UFSC. Aos 36 anos, foi mãe. Posteriormente dedicou-se exclusivamente à universidade, onde foi diretora do Centro de Ciências Tecnológicas.
 
Na direção do CCT já houve mulheres na direção. “Então senti-me em casa”, revelou, acreditando que no meio universitário lida-se mais facilmente com a questão de gêneros. Apenas na campanha eleitoral surpreendeu-se um pouco com esse aspecto, ao ouvir comentários de que teve um vice masculino como mentor no CCT. “Não usei como bandeira” disse, mas acredita que, ao inscrever a chapa, sua equipe acabou estimulando as outras três, que tiveram, uma vice mulher. “Percebemos a responsabilidade de ser a primeira mulher, pois a expectativa é grande; são segmentos que se sentem representados”, sintetizou.
 
Defendendo investimentos para o ensino básico para se chegar ao ensino superior com possibilidades de aprofundamento e qualidade de formação, a reitora da FURB conta que nunca se preparou para ser reitora, mas que a trajetória de gestora no centro das engenharias, lidando com conflitos e desafios, permitiu a confiança necessária para as responsabilidades do cargo. “Gerenciar com pessoal técnico tem feito a diferença”, assinalou, sobre os três meses iniciais de gestão. De todo modo, enfatizou que os primeiros a aceitarem sua atuação como reitora foram o marido e filho.

As três reitoras responderam a várias perguntas dos doutorandos em Ciências Contábeis em Administração, sobre o fato de serem mulher, aspectos econômicos, pedagógicos e administrativos. Solange Sprandel assinala que em uma universidade deve-se ter o “administrativo e financeiro a serviço da academia”. A sustentabilidade necessária, aponta, passa pelo ensino, pesquisa e extensão. Rosemari Glatz mostrou-se preocupada com cursos concorrentes no sistema Acafe.
 
Participaram da conversa, o vice-reitor da FURB, João Luiz Gurgel Calvet da Silveira, o coordenador do programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis e Administração, Tarcisio da Silva; o diretor do Centro de Ciências Socias Aplicadas, Valter Augusto Krauss, os doutorandos do PPGCC e servidores da instituição.
 
A reitora Marcia Sardá esclareceu aos presentes a condição da FURB ser regida por direito público, mas ser mantida por mensalidades. Apesar de ser autarquia municipal, não recebe recursos públicos a não ser pelo FIES e artigo 170. Sofre o ônus das licitações, concurso público, burocracia, mas tem o bônus de patrimônio público, de ter autonomia administrativa. Acentuou o diferencial de ensino presencial de qualidade da universidade.
 
A inserção regional e local, como legado das instituições da Acafe, foi destacada pela reitora da FURB, lembrando que no caso da Universidade Regional de Blumenau não há um dono com fins financeiros: “toda nossa receita é para se desenvolver essa região”, com pesquisas e extensão para a própria região e “por isso precisamos ouvir as demandas da comunidade”.
 
A coordenadora do evento e professora da disciplina de Gestão Universitária no programa de Doutorado, Maria José Carvalho de Souza Domingues, já ocupou o cargo de Pró-reitora de Ensino da FURB em gestões passadas. 

A FURB TV acompanhou o evento. Veja no vídeo abaixo.
Publicação: 06/05/2019 - 21h10 - Central Multimídia de Conteúdo/Jornalismo | Foto(s): Cláudia Regina Lima Duarte da Silva

Outras notícias

14/11/2019 13/11/2019 12/11/2019 11/11/2019 08/11/2019 07/11/2019 06/11/2019 05/11/2019 04/11/2019 01/11/2019 31/10/2019 30/10/2019 29/10/2019 28/10/2019 25/10/2019 24/10/2019 23/10/2019 22/10/2019 21/10/2019 18/10/2019 17/10/2019 16/10/2019 15/10/2019 14/10/2019 11/10/2019 10/10/2019 09/10/2019 08/10/2019 07/10/2019 03/10/2019 02/10/2019 01/10/2019 30/09/2019 26/09/2019 25/09/2019 24/09/2019 23/09/2019 20/09/2019 19/09/2019 18/09/2019 17/09/2019 16/09/2019 13/09/2019 12/09/2019 11/09/2019 10/09/2019 06/09/2019 05/09/2019 04/09/2019 03/09/2019 30/08/2019 28/08/2019 27/08/2019 26/08/2019 23/08/2019 22/08/2019 21/08/2019 20/08/2019 19/08/2019 16/08/2019 15/08/2019 14/08/2019 13/08/2019 12/08/2019 09/08/2019 08/08/2019 06/08/2019 05/08/2019 04/08/2019 02/08/2019 01/08/2019 29/07/2019 25/07/2019 24/07/2019 23/07/2019 22/07/2019 19/07/2019 18/07/2019 16/07/2019 15/07/2019 11/07/2019 10/07/2019 09/07/2019 08/07/2019 05/07/2019 04/07/2019 02/07/2019 01/07/2019 28/06/2019 27/06/2019 24/06/2019 19/06/2019 18/06/2019 17/06/2019 14/06/2019 13/06/2019 12/06/2019 10/06/2019 07/06/2019 06/06/2019 05/06/2019 31/05/2019 29/05/2019 28/05/2019 27/05/2019 24/05/2019 23/05/2019 22/05/2019 21/05/2019 20/05/2019 17/05/2019 16/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 13/05/2019 10/05/2019 09/05/2019 08/05/2019 07/05/2019 06/05/2019 03/05/2019 02/05/2019 30/04/2019 29/04/2019 26/04/2019 25/04/2019 24/04/2019 23/04/2019 17/04/2019 16/04/2019 15/04/2019 12/04/2019 11/04/2019 10/04/2019 09/04/2019 08/04/2019 05/04/2019 04/04/2019 03/04/2019 02/04/2019 01/04/2019 29/03/2019 28/03/2019 01/12/0191


Painel