Violências, Masculinidades e Políticas Públicas

SOBRE O CURSO

Ser um profissional estabelecido e posicionado sobre a história e as atuais políticas públicas é um grande diferencial para atuação frente às questões sociais. As violências de gênero têm exigido da sociedade diferentes estratégias de combate e isso implica na compreensão da raiz dos problemas até novas maneiras de enfrentamento. Como pauta emergencial diante da legislação, é de extrema importância que os profissionais se capacitem e se qualifiquem através de conhecimentos teóricos e metodológicos, considerando a interdisciplinaridade de saberes sobre as diferentes formas das violências de gênero e a integração qualificada das áreas acadêmicas para a compreensão das políticas públicas atuais.

 

A partir da Lei Nº11.340/2006 (Lei Maria da Penha), surgiram novas demandas de ordem social que culminaram na Lei Nº13.984/2020, que estabelece duas novas medidas preventivas urgentes que implicam na frequência do agressor a centro de educação e na reabilitação com acompanhamento psicossocial por meio de atendimento individual ou em grupo de apoio. Portanto, é imprescindível que as estruturas da sociedade estejam preparadas para estas demandas numa perspectiva além do encarceramento ou marginalização social e, também, mais ampla, que abrange outras violências de gênero.

 

inscricoes

 

Quem pode cursar: Profissionais graduados em serviço social, psicologia, pedagogia, direito, ciências sociais, gestão pública e áreas que atuam ou pretendem atuar em campos vinculados na rede de atendimento direto ou não das famílias em situação de violência.

 

» Conheça mais detalhes sobre o curso

 

Coordenação: Prof. Dr. Ricardo Bortoli

Doutor em Serviço Social pela UFSC, atua como docente na FURB e participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Serviço Social e Relações de Gênero (NUSSERGE) e do Grupo de Pesquisa Margens (Modos de Vida Família e Relações de Gênero), ambos vinculados à UFSC. Atuou como assistente social no Programa de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e Intrafamiliar na Prefeitura Municipal de Blumenau e  desde 2004 atua como facilitador de grupos reflexivos para homens autores de violência no CREAS/Blumenau.

Diferenciais

A especialização em Violências, Masculinidades e Políticas Públicas se propõe ao entendimento concreto das origens e ao desenvolvimento de estratégias para o aprimoramento das maneiras de atuação da sociedade por completo, assim como dos órgãos competentes perante a desigualdade de gênero. Neste sentido, o curso capacita profissionais das diversas áreas do conhecimento para uma compreensão  das violências de gênero contra as mulheres; contribui para a qualificação profissional de indivíduos que atuam com violências de gênero nas políticas públicas; promove a integração de saberes de áreas afins, educação, serviço social, direito, ciências sociais e psicologia, sobre o tema da violência, políticas públicas, diversidade e formas de enfrentamento e qualifica profissionais no campo dos direitos humanos, oferecendo-lhes elementos teórico-metodológicos para um exercício profissional interdisciplinar.

DISCIPLINAS

Direitos Humanos e as violências contra as mulheres

24h

Gênero e democracia: feminismos em movimento e processos de organização e resistência

24h

Gênero, corpo e sexualidade

24h

Gênero, violências de gênero: Técnicas e Instrumentos e grupos Reflexivos

24h

Gênero, violências e masculinidades

24h

Marcos Legais no enfrentamento às violências contra mulheres no Brasil

24h

Masculinidades, violência e controle social

24h

Metodologia e o mapeamento de grupos reflexivos para homens autores de violência no Brasil

24h

Movimentos Feministas, Movimentos de Mulheres e a Violência Contra a Mulher no Brasil

36h

Políticas de Saúde voltadas à população masculina no Brasil

24h

Políticas Públicas, Gênero e Violência: aspectos conceituais

36h

Seminário de Socialização de Práticas

15h

Sistema Único de Assistência Social e violências

24h

Violência LGBTfóbica, cisheteronormatividade e colonialidade

24h

Violências de Gênero e suas interseccionalidades

24h

Investimento

  • Opção 1: matrícula de R$ 325,00 + 23 parcelas de R$ 325,00
  • Opção 2: matrícula de R$ 433,35 +17 parcelas de R$ 433,35
  • Opção 3: matrícula de R$ 650,00 + 11 parcelas de R$ 650,00
  • Opção 4: pagamento à vista no valor de R$ 7.332,00

 

Descontos

Egressos da FURB que participam do Alumni FURB ganham 20% de desconto. Empresas e entidades conveniadas também têm benefícios.

 

As aulas

Início: 05/08/2022 

Frequência: quinzenal 

  • Sextas: 18h às 22h
  • Sábados: 8h às 12h e das 13h às 17h

Local: Online ao vivo, via Microsoft Teams

 

Matrícula

Período: até 20/07/2022.

 

Informações importantes

 

  • É necessário o preenchimento do número mínimo de candidatos para a abertura do curso de especialização. Caso não seja preenchido o número mínimo, à Instituição reserva-se o direito de não abrir turma.
  • O contrato e boleto de matrícula serão enviados por e-mail quando o oferecimento da turma for confirmado.

Graduacao nao e tudo igual

 

a furb

A FURB

Primeira faculdade do interior de Santa Catarina

A FURB é feita de pessoas. Cada uma delas - com a sua característica - acreditou e fez do sonho uma realidade que hoje encanta pela grandiosidade. Um universo de conhecimento que extrapola os limites das salas de aula e laboratórios e interfere diretamente em muitos lares, empresas e cidades.

CLIQUE AQUI PARA CONHECER MAIS