Facebook Twitter Imprimir

PRESS-RELEASE


15/10 - Engenharia Florestal recebe Moção de Louvor pelos 25 anos


O curso de Engenharia Florestal da Universidade Regional de Blumenau (FURB) completou 25 anos de história em 2020. Como homenagem e indicação da Associação de Engenheiros Florestais do Vale do Itajaí (AEFVale), a Câmara de Vereadores de Blumenau expediu uma Moção de Louvor ao curso. Por conta da pandemia, a honraria não pode ser entregue na ocasião. Porém, este mês, com os avanços no enfrentamento à pandemia, uma pequena cerimônia foi organizada no Campus 2 da Universidade de Blumenau para que a homenagem pudesse acontecer. 
 
A presidente da AEFVale, Glaucia Guebin, falou sobre a indicação da entidade à Câmara. “Essa indicação aconteceu no ano passado. Nós fizemos a sugestão ao vereador Bruno Cunha, que aceitou prontamente. Criou-se a moção, mas, devido a pandemia, acabou não sendo entregue”, conta. Ela também destaca que boa parte da diretoria da Associação, que já existe desde 2013, é formada por egressos do curso e, por isso, eles consideraram justo homenagear a graduação da FURB pelos 25 anos.
 
O vereador Bruno Cunha, que fez a entrega da homenagem, frisou a importância do curso para a região. “O caminho de transformação da sociedade é por meio da educação. A gente precisa olhar de uma forma mais carinhosa para as instituições de ensino da nossa região, para que a gente defenda projetos e parcerias que possam somar o dia a dia da cidade”.
 
Engenharia Florestal FURB
 
O curso de Engenharia Florestal da FURB foi fundado em 1995 e é o primeiro de Santa Catarina. Nesses 26 anos já formou mais de 500 profissionais. O professor Alexander Christian Vibrans, chefe do Departamento de Engenharia Florestal lembrou que o curso nasceu da necessidade da região por profissionais qualificados na área. “Esse curso nasceu da necessidade de termos profissionais habilitados para fazer o uso das florestas e o uso de recursos naturais com sustentabilidade e com o intuito de proteção a longo prazo. O manejo sustentável, a ocupação sustentável das florestas é aquela que funciona durante muito tempo. Esse é o nosso lema e nós fomos fiéis nestes 25 anos apesar das mudanças que aconteceram na legislação”.
 
Um dos diferenciais do curso são as pesquisas, a exemplo do Projeto Inventário Florístico-Florestal de Santa Catarina, que é uma referência nacional, como conta o coordenador do curso, Marcelo Diniz Vitorino. “A Engenharia Florestal é um curso que tem atuado bastante na pesquisa, nós temos o Inventário Florístico-Florestal de Santa Catarina. É um inventário referência não só do Estado, por fazer um raio-x das florestas, mas também do país, porque ele já serviu como base para outros inventários que estão acontecendo no Brasil”.
 
O coordenador também citou outras pesquisas relevantes. “Nós temos pesquisas voltadas à área de controle biológico, invasão biológica, que é um tema bastante atual. Por exemplo, plantas brasileiras que acabam causando problemas em outros países, nós somos referência. Já liberamos insetos para controlar plantas no Havaí, na África do Sul, na Florida e agora estamos trabalhando com Austrália. Temos atuado bastante nisso”.
 
O professor ainda lembra que Blumenau tem uma casa modelo, feita totalmente de madeira sustentável. “A gente também tem pesquisas interessantes na área da tecnologia da madeira. Tem bastante pesquisa acontecendo em diferentes áreas de relevância nacional e internacional”, finaliza.
 
#ValorizeSuaUniversidadeLocal 
 
 
Publicação: Central Multimídia de Conteúdo/Jornalismo/Raquel Tamara Bauer | Texto: | Foto(s): CMC



Painel