Cultura Catarinense: identidade e diferença em exposição no Angelim

Cultura Catarinense: identidade e diferença em exposição no Angelim

O Salão Angelim recebe a partir do dia 24 de junho, a exposição “Cultura Catarinense: identidade e diferença”, resultado de um estudo realizado por estudantes dos cursos de Dança, Teatro, Pedagogia, Artes Visuais e Moda da Universidade Regional de Blumenau (FURB). “O intuito é o reconhecimento e salvaguarda das culturas que foram criadas em terras catarinenses, assim como aquelas que se modificaram em seu território”, explica o professor Jesse da Cruz, coordenador da graduação de Licenciatura em Dança da Universidade de Blumenau.

O professor Jesse da Cruz e a professora e coordenador da graduação de Licenciatura em Artes Visuais, Lindamir Junge, são os responsáveis pela organização, estudo e atividade que geraram como resultado esta exposição interdisciplinar e intercursos.

A exposição “Cultura Catarinense: identidade e diferença” é uma ação de promoção e fomento da valorização das manifestações, festejos e folguedos das culturas catarinenses. Conta com manifestações afro catarinenses, religiosidades de matriz africana, sincretismo popular e culturas migratórias, como o Boi-de-Mamão, Catumbi, Dança do Vilão, Ternos de Reis, Irmandade do Divino Espírito Santo, Religião de Matriz Africana, Cultura Alemão, Açoriana e Italiana.

A abertura será às 19 horas, com apresentações artísticas e a exposição fica aberta à visitação até o dia 20 de julho. A entrada é gratuita e aberta à comunidade.

exibicao