Facebook Twitter Imprimir


Título conferido: engenheiro
de alimentos
Duração: 10 fases (5 anos) - matutino,
12 fases (6 anos) - noturno
Turno: matutino (vestibular de verão) ou noturno (vestibular de inverno)

 

» furb.br/engenhariadealimentos

 

 

ENGENHARIA DE ALIMENTOS

 
O curso da FURB proporciona uma formação generalista com conteúdos não só de engenharia, física e matemática, mas também química e biologia relacionados com as ciências de alimentos, ciências do ambiente, administração, economia e empreendedorismo. 
 
O profissional de Engenharia de Alimentos é capacitado para garantir o fornecimento de alimentos saudáveis, trabalhando para que a fabricação ocorra de forma eficaz e higiênica e obedecendo a padrões de qualidade do produto. Tem como constante desafio desenvolver alimentos e bebidas que atendam às exigências e necessidades dos consumidores e que apresentem diferencial de mercado.
 
Os seguimentos de atuação do Engenheiro de Alimentos incluem indústrias alimentícias e de insumos para processos e produtos (matérias-primas, embalagens, equipamentos e aditivos), empresas de serviços, órgãos e empresas públicas e de ensino, em que pode exercer atividades nas áreas de produção e processos, garantia da qualidade, pesquisa e desenvolvimento, projetos, comercial e marketing e fiscalização de alimentos e bebidas.

 

 

Diferenciais

 
  • O curso conta com infraestrutura laboratorial para a realização de experimentos que viabilizam a consolidação do conhecimento teórico.
  • O currículo propicia amplo conhecimento dos fenômenos físico-químicos e das ciências da engenharia, apoiado numa sólida formação em matemática, física química e biologia.
  • As disciplinas específicas do curso, que contemplam a área de alimentos, asseguram conteúdos ajustados às tendências e necessidades atuais, abrangendo temas como tecnologias de produtos de origens animal e vegetal, embalagens para alimentos, otimização de processos e controle da qualidade na indústria de alimentos, desenvolvimento de produtos, biotecnologia de alimentos, entre outras.
  • Conta com linhas de pesquisa científica na área de alimentos que possibilita ao aluno a participação em projetos e contribui com a sua formação acadêmico-profissional.
  • Grande parte dos professores que atendem ao curso possuem titulação de doutor, com ampla experiência no desenvolvimento de projetos de inovação.
 

Campo profissional

 

  • Indústrias de produtos alimentícios.
  • Indústrias de embalagens, equipamentos e aditivos para alimentos.
  • Indústrias de insumos para processos e produtos (matérias-primas, equipamentos, embalagens, aditivos).
  • Indústrias de bebidas.
  • Empresas de fast food.
  • Empresas de serviços e órgãos e instituições públicas.
  • Instituições de ensino superior.
  • Instituições de pesquisa.
  • Escolas técnicas e agrotécnicas.
  • Órgãos governamentais.
  • Supermercados.
  • Frigoríficos.
  • Empresas armazenadoras de produtos alimentícios.
  • Consultoria técnica.
  • Setor de marketing e vendas técnicas.
  • Laboratórios de análise química e microbiológica de alimentos.
  • E como profissional autônomo.
     

 


Painel