Facebook Twitter Imprimir

ARQUIVO DE NOTÍCIAS


11/11/2019 - Semana de Artes contempla as diversas faces que a formação oferece


Com o tema “As diversas faces de ser: professor – artista - pesquisador” começa nesta segunda-feira, 11 de novembro, na Universidade Regional de Blumenau (FURB), a IX Semana Acadêmica de Artes.
 
Realizada pelo Centro de Acadêmico de Artes Visuais, Música e Teatro (CEARTE), a semana reúne palestras, oficinas, mostra de trabalhos artísticos dos acadêmicos e mesas de debates com o objetivo de promover o ensino, a pesquisa e a extensão.
 
A escolha da temática busca contemplar as inúmeras possibilidades que os cursos de Artes podem oferecer e o cronograma do evento é voltado ao desenvolvimento de acadêmicos, professores e pesquisadores.
 
Na programação, a noite de abertura tem palestra com a professora Dra. Karla Lucia Bento sobre ‘Modos de ensinar, aprender e conviver do povo Laklano Xokleng na terra indígena de Ibirama, SC, nesta segunda-feira, 11, às 19 horas no auditório do Bloco T, campus 1 da FURB, seguida de abertura de exposição de Artes Visuais e lançamento de livro no saguão do Bloco A, no mesmo campus.
 
Como forma de articular a relação com a comunidade duas ações foram programadas: para a noite de abertura, a arrecadação de doações para a ocupação indígena de estudantes da FURB e a criação do “Beco dos Artistas”, com a pintura de uma parede em parceria dos acadêmicos de Artes, Arquitetura e Urbanismo e Design. Com o "Beco dos Artistas" a proposta é a partir da ocupação do espaço na Universidade divulgar obras e autores em produções realizadas para além da academia.  
 
As oficinas ofertadas nos dias 12 e 13 de novembro são sugestões dos próprios estudantes, ouvidos por meio de consulta pública, já a oficina especificamente articulada para os professores do Departamento de Artes visa aproximar profissionais para a discussão do ensino e aprendizagem no nível superior.
 
Entre os convidados para as oficinas está a técnica em Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis, Lilian Fernanda Martins Camargo, que ministra oficina sobre os fatores que causam a deterioração das obras de arte e os materiais e procedimentos gerais para a conservação de obras em diferentes suportes. O diretor teatral André Carreira, que trabalha com diferentes grupos no Brasil dirigindo principalmente espetáculos no espaço urbano e faz na oficina uma reflexão sobre o que é atuar considerando os acontecimentos do aqui e agora da cena contemporânea. A professora de Danças Populares Brasileiras, no curso de Dança da FURB, Esha, fala sobre Dança ou brincadeira? A cultura popular como prática de arte e educação e a oficina propõe um mergulho no universo das Culturas Populares, mostrando tanto as possibilidades expressivas no campo da arte como também na área educacional voltada ao lúdico como metodologia. Esha é mestre em teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com formação especializada em Teatro Comunitário.
 
No dia 14, a semana tem na programação sessões de comunicações orais de pesquisa, coordenadas pelos Programas de Pós-Graduação em Educação, PPGE da FURB e da Udesc. As sessões abordam como tema Um estudo de caso sobre o unschooling: trajetórias e mediação cultural, desmistificando e aproximando conceitos; A escola como palco de formação: experiências que compõem o músico-professor e a Arte no ensino médio: um olhar sobre o percurso da Base Curricular de SC.
 
As inscrições podem ser feitas neste link.
 
Publicação: 11/11/2019 - 16h28 - Central Multimídia de Conteúdo/Jornalismo | Foto(s): CMC

Novembro/2019 (alterar)



Painel