Facebook Twitter Imprimir

ARQUIVO DE NOTÍCIAS


17/02 - Trabalho avalia desenvolvimento estético literário docente


A mestranda Silvia Paulo, do Programa de Pós-Graduação em Educação da FURB, defende sua dissertação nesta segunda-feira, dia 20, a partir das 14 horas, na sala S-113, campus 1.
 
“Enredos do desenvolvimento estético literário de professores formadores do curso de Pedagogia” é o título do trabalho.
 
Compõem a Banca Examinadora: Presidente: Profa. Dra. Rita Buzzi Rausch/FURB; Titulares: Profa. Dra. Luciane Maria Schlindwein/UFSC; Profa. Dra. Carla Carvalho/FURB; Suplente: Prof. Dr. Osmar de Souza/FURB.
 
Resumo da dissertação
 
Esta dissertação é vinculada à linha de Pesquisa Processos de Ensinar e Aprender e ao Grupo de Pesquisa “Formação e Atuação Docente” do PPGE da FURB e investigou o desenvolvimento estético literário de professores formadores que atuam no curso de Pedagogia.
 
O interesse pelo tema nasceu da experiência da professora-pesquisadora ser apreciadora da poesia e da literatura. O objetivo geral foi compreender os enredos do desenvolvimento estético literário de professores formadores que atuam no curso de Pedagogia da FURB e os objetivos específicos: analisar as compreensões de estética literária de professores formadores; e problematizar contextos que contribuem com o desenvolvimento estético literário na perspectiva dos professores formadores na sua trajetória de vida pessoal e profissional.
 
Realizamos pesquisa qualitativa, de campo, cujos procedimentos e instrumentos para a geração de dados foram: 1º) Analisamos os currículos lattes e planos de ensino de todos os professores do Curso de Pedagogia e selecionamos os que mais apresentaram eventos literários e estéticos em tais documentos; 2º) Realizamos uma entrevista narrativa individual com sete professores formadores do Curso selecionados a partir do currículos lattes e planos de ensino; 3º) Constituímos um grupo de interlocução com os professores para que pudéssemos ampliar as discussões acerca do desenvolvimento estético literário.
A pesquisa foi amparada teoricamente na perspectiva histórico cultural por refletir o indivíduo em sua totalidade, considerando a relação do sujeito com a sociedade à qual pertence. Na análise, organizamos os dados em dois eixos definidos a priori, e a partir deles estabelecemos categorias a posteriori provenientes dos dados. O primeiro eixo foi “Enredos das compreensões de estética de professores formadores”, cujas categorias foram: dimensão sensível do ser humano, experiência estética; e estética como formação da obra literária. O segundo eixo foi “Enredos de contextos do desenvolvimento estético literário de professores formadores”, contemplando as categorias: contextos familiar e cultural; contextos de formação inicial e continuada; e contextos da docência.
 
Os resultados demonstraram que os professores formadores investigados compreendem que a estética faz parte do desenvolvimento humano e, por isso, é caracterizada pelo sensível do ser humano e pela linguagem. A dimensão estética na formação inicial e continuada de professores se deu de maneira integrada, preparando-os para serem reflexivos, responsabilizando-os pelo seu próprio desenvolvimento pessoal e profissional.
 
Consideramos ainda que a estética literária na atuação docente dos professores participantes se constitui na medida em que experimentam diversas linguagens artísticas, literárias e lúdicas atribuindo significados ao meio em que vivem e as suas próprias existências.
 
Concluímos a pesquisa ressaltando que consideramos fundamental que todos os professores formadores desenvolvam e ampliem continuamente atitudes de olhar, de ouvir e de sentir, investindo em uma formação para a sensibilidade. Formação essa que, certamente, impulsionará uma atuação docente mais crítico-reflexiva, contribuindo com a formação de pessoas mais humanas, solidárias, sensíveis, pois todo conhecimento é construído socialmente, no âmbito das relações humanas. E para isso a troca de experiências consolida espaços de formação mútua, nos quais os professores se tornam formadores e formandos simultaneamente.
Press-release: 17/02/2017 12h40 | Publicação: 17/02/2017 - 12h40 - Gabinete da Reitoria/Jornalismo | Texto: Michel Ivon Imme Sabbagh | Foto(s): Divulgação


Painel