Facebook Twitter Imprimir

Eventos


25/09 a 26/09 - PLANETA.DOC - Festival Internacional de Cinema Socioambiental

PLANETA.DOC - Festival Internacional de Cinema Socioambiental

 

O projeto PLANETA.DOC chega ao Vale do Itajaí por meio da plataforma PLANETA NA ESCOLA, com sessões na Universidade Federal de Santa Catarina - Campus Blumenau (UFSC) e Universidade Regional de Blumenau (FURB).

 

Na FURB, as sessões acontecem nos dias 25 e 26 de setembro, no Espaço de Cinema e Vídeo, na Biblioteca Central, Campus 1. 

 

A programação é a seguinte:

 

Dia 25 de setembro de 2018 – Terça-feira

 

8h30

A Lei da Água – 78min

Direção: André D’Elia
País: BRA

Classificação: 14 anos
O documentário discorre sobre as florestas e como elas são importantes para os recursos hídricos do Brasil. Através de entrevistas com ruralistas, ambientalistas, cientistas e agricultores, o documentário relembra a votação no Congresso do Novo Código Florestal e questiona seu impacto com opiniões divergentes. Além de problematizar as mudanças na legislação responsáveis por decidir o que deve ser preservado e o que pode ser desmatado nas propriedades rurais do Brasil.

 

10h30

Plastificado – 48 min
Direção: Michael J. Lutman
País: ZAF, AUS, BRA, KHM, SGP, EUA

Produzido a bordo de uma expedição transatlântica, esse documentário mostra como o problema do lixo se estende até os lugares mais ermos do planeta através das correntes marítimas.

 

18h30

A Tragédia do Lixo Eletrônico - 86 min

Direção: Cosima Dannoritzer

País: ESP, FRA

Uma jornada investigativa pelo mundo do tráfico ilegal do lixo eletrônico, revelando um comércio tóxico global alimentado pela sede de lucro e pela corrupção.

 

20h30

O Complexo – 26 min

Direção: Thiago Foresti

País: BRA

Ano: 2016

Construído em solo sagrado indígena, o complexo hidrelétrico Teles Pires resulta em impactos ambientais na bacia do Alto Tapajós, localizada nos estados do Pará e do Mato Grosso. O documentário revela os vícios do licenciamento, dos estudos ambientais e das compensações das obras mais caras do Brasil. O complexo reúne quatro grandes usinas hidrelétricas. Dentre elas, a Teles Pires custou 3,3 bilhões de reais, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para prosseguir com as construções e sob o pretexto de garantir a ordem pública, as empreiteiras acionam um mecanismo jurídico da época do regime militar: a suspensão de segurança. A Amazônia e o Cerrado sofrem os efeitos negativos das hidrelétricas na água, na fauna e na flora. Os movimentos sociais e os atingidos pelas barragens são silenciados, enquanto os povos indígenas sentem no corpo a violência do Estado quando tentam proteger suas terras.

 

Dia 26 de setembro de 2018 – Quarta-feira (Integrando Programação do Interação FURB)

 

10h45

O Homem do Saco – 58 min

Direção: Carol Wachockier, Felipe Kfouri e Rafael Halpern
País: BRA
O homem do saco é um personagem conhecido por levar crianças desobedientes na sacola. O que muitos não sabem é que ele é um personagem real, um homem que vive à margem da sociedade e caminha invisível perante os olhos de todos, catando materiais recicláveis para se sustentar.

 

14h30
Bag It - 74 min
Direção: Suzan Beraza
País: EUA
O que começa como um filme sobre sacolas plásticas se torna uma investigação sobre os efeitos que uma simples sacola pode causar em nossos rios, oceanos e até em nossos corpos.

 

18h15

Seu José - 15 min

Direção: Sileno Alexandre
País: BRA
Ano: 2015
Seu José é um coletor de material reciclável que há mais de um ano recolhe diariamente dos mangues e rios de Cubatão, quilos e quilos de lixo. Lixo descartado de forma incorreta pelas pessoas e que acaba destruindo o ecossistema. Sozinho com um barco a remo, Seu José retira eletrodomésticos, móveis, materiais de construção e já até construiu um píer com madeiras retiradas do rio. Ele segue com esse trabalho solitário de recuperar a vida que existe nesse pequeno paraíso sem ajuda governamental ou voluntária de nenhuma parte. Seu José faz esse trabalho pela própria consciência e amor que tem pela natureza, pelo lugar onde vive.

 

18h40

Paraíso – 6 min

Direção: Maiko Rafael Spiess

País: BRA

Filme sobre o contraste entre a Florianópolis paradisíaca, de praias e alta qualidade de vida, e a Florianópolis vivida por seus moradores, onde o trânsito e a (i)mobilidade urbana colocam à prova a aura de perfeição propagandeada sobre a cidade.


Data: 25/09 a 26/09
Local: Câmpus 1 - Bloco H - Espaço de Cinema e Vídeo - Mapa
Informações: 4733210937 / 4733210207
Publicação: Cultura

Painel